Nhecolandia
Queimada Amazônia
Pico Montanha
Índio 02
Onça-pintada
Chapada dos Guimarães
Amazônia 01
Árvore Bocaina
Jaguatirica
Uacari
Pantanal 01
Biguatinga
Macaco-de-cheiro
Índio Pescando
Tamanduá-mirim
Canoa
Bromélia
Slide 10
Pororoca
Luar
Corais
Sumauma
Canoa
Índio de Araquém Alcântara
Cavalheiros Encourados

Colecionador de Mundos

Powered by top(node).

A Ferro e Fogo

Por: Araquém Alcântara

Neste exato momento, bem diante dos meus olhos, a maior floresta tropical da Terra arde no calor das queimadas. Labaredas de fogo se sobressaem na cortina de fumaça e tingem de vermelho o horizonte. O fogo e a fumaça escondem o sol, os olhos ardem de dor, o calor é insuportável. Percorro mais de dois mil quilômetros na Belém-Brasília e não vejo extensão contínua de floresta homogênea. Só um paredão cinza de fumaça, o cheiro da terra calcinada, animais mortos, o gado pastando em áreas desmatadas, as carvoarias engolindo madeira, a soja avançando sem parar. A cena se repete todo ano, entra governo e sai governo, entra ministro e sai ministro.

Só que agora a grande floresta não tem mais como suportar, atingiu o seu limite, com graves consequências para o clima global. Ela está realmente se fragmentando e já é possível prever uma Amazônia dilacerada, sem produzir chuva e completamente modificada na sua fisionomia original.

A destruição da floresta escancara nosso descaso, nossa conivência com o crime inominável. Estamos permitindo a desertificação do maior laboratório científico de nossa civilização sem ao menos conhecê-lo e estudá-lo adequadamente. É possível que lá existam milhares de produtos que podem revolucionar a saúde humana.

A Amazônia abriga um terço das florestas tropicais e mais de 20 porcento das 1,5 milhão de espécies vegetais e animais do mundo. É a região mais rica em biodiversidade do planeta, mas suas florestas têm sido dilapidadas sem gerar benefícios sociais e econômicos. Hoje, quase 80 por cento da madeira extraída da Amazônia é ilegal, na base do corte raso, sem pagamento de impostos nem geração de empregos formais.

Newsletter


Entre em contato e tire suas dúvidas